Início | Lucratividade | Lucratividade no Canal de TI

Lucratividade

Lucratividade no Canal de TI

Marcio Vidal

Publicado em 07/11/2013 às 12:20

De “Volume x Preço” para “Margem x Foco”

Dando sequência ao artigo anterior, vamos falar do quinto ciclo de lucratividade do Canal de TI.

Este ciclo, que é o ciclo atual, é marcado pela maturidade comercial conquistada e apresenta algumas características bem definidas.

As distribuidoras e revendas entenderam a necessidade da margem para continuar um caminho sustentável, e através de algumas estratégias se adequaram a nova realidade.

 

Dois movimentos estratégicos estão sendo decisivos:

1) Abrir mão de volume de algumas “commodities” para dar foco a produtos de valor agregado, produtos como acessórios e marcas de networking, por exemplo, passaram a ocupar um espaço maior nos negócios. A importância nas segmentações de produtos ganharam mais importância quando organizadas por rentabilidade, e vários e necessários paradigmas foram quebrados, o que fez algumas grandes marcas repensarem seu modelo de negócio.

A importância de uma marca passa a ser por rentabilidade.

 

2) Diversificar para mercados novos e convergentes:

O canal de TI agregou em seu portfólio novos produtos para buscar diferencial como: Automação comercial, Games e Smartphones.

O varejo tradicional e algumas revendas se apresentam claramente hoje como vendedores de tecnologia móvel, enfatizando mais de 70% do seu faturamento em Notebooks, Ultrabooks, Tablets e Smartphones, enquanto do lado corporativo, existem revendas apresentando ótimos resultados de rentabilidade por se especializar em nichos onde se pode agregar valor.

 

3) Escolhas. Tanto fabricantes como o canal concluíram que não se pode agradar a todos. O fabricante não pode estar em todos os canais e os canais não podem trabalhar em todas as linhas. Uma tarefa que requer firmeza, mas fabricantes abriram mão de canais e principalmente vários canais enxugaram o número de fabricantes. Com quadros mais enxutos consegue-se mais foco e especialização nas estratégias e ações comerciais, o que dá maior visibilidade para o negócio.

 

Apesar de o Brasil possuir um canal evoluído, organizado e estável, ainda há espaços para novos fabricantes e novos canais, desde que o fabricante consiga oferecer margem ao canal e ter uma estratégia estruturada em “Sell Out”, e o canal consiga oferecer foco à fabricante, sendo uma extensão da estratégia da indústria.

Hoje ainda existem vários nichos novos de mercado que vão se incorporar aos canais tradicionais de TI, que sobreviverão graças à maturidade e a competência de buscar vender valor.

Marcio Vidal feed/rss ver artigos deste(a) colunista

Marcio Vidal

Lucratividade

Executivo do mercado de TI, com mais de 20 anos de experiência em Gestão de Negócios, Vendas e Marketing. Nos últimos 15 anos, esteve à frente da área comercial de multinacionais como a LG, Lexmark e Xerox e prestou serviços para empresas como ASUS, ADATA e LENOVO. Marcio Vidal é Fundador e Diretor da Simple Sales Solution, uma empresa de inteligência de negócios e treinamento empresarial com Soluções para Crescimento Rentável. Também é fundador do site planetmob.com.br, um portal especializado em Mobilidade Digital, e do site vendervalor.com.br. Especialista em gestão de canal de vendas: (B2B, B2C) distribuidores, revendedores, varejistas, e-commerce, SMB e corporativo.
 

Artigos Relacionados

voltar

Titulo: Lucratividade no Canal de TI

Destinatário(s)
Seus dados
Código de Validação:*
(*) Preencha o código de validação corretamente.

Titulo: Lucratividade no Canal de TI

Mensagem de Erro

Esta é a área central para comunicação entre revendas, distribuidores e fabricantes com a equipe da PartnerSales.
Incentivamos as mensagens de nossos leitores com sugestões de pautas, críticas, elogios ou reclamações.

Seus dados
Código de Validação:*
(*) Preencha o código de validação corretamente.

© Copyright PartnerSales - O site focado em parcerias de negócios e estratégias de vendas. Todos os direitos reservados. Outros nomes de companhias, produtos e serviços podem ser marcas registradas ou marcas de serviços de outros.

Sydow Marketing