Início | Play It | 2012: o ano do videogame

Play It

2012: o ano do videogame

Charles Blagitz

Publicado em 07/03/2012 às 17:33

Olá caros leitores. Quando recebi o convite da PartnerSales para escrever essa coluna, muita coisa passou pela minha cabeça. Afinal, tantos anos como leitor assíduo eu sempre pensei em ler uma coluna que falasse sobre o divertido e complexo mundo dos games. E essa será a minha missão: levar até vocês tudo o que acontece nesse mercado, tanto no Brasil quanto no mundo. Falarei sobre tendências, tecnologias, mercado, movimentações e tudo o mais que se relacionar ao tema.

Para inaugurar com chave de ouro, vamos falar sobre o que está para acontecer neste ano de 2012 no Brasil. De cara, temos um lançamento que vem sendo aguardado há algum tempo: o PS Vita. Mas afinal, o que tem de tão especial nesse console portátil? Simples: é o que virá com ele. O Vita é uma evolução do PSP até certo ponto. Seu formato lembra um pouco o PSP. Mas tudo para por aí. Sua tela sensível ao toque (com um incrível touchpad na parte de trás), sua resolução gráfica, memória, velocidade (processador Quad-Core), tudo é diferente. Mas o mais importante é o que você pode vir a fazer com ele. Importantes empresas como a Netflix já anunciaram conteúdo para o Vita. A Playboy e a Sony inauguraram os Try-Points, lugares onde você pode experimentar o Vita auxiliado por lindas Playmates (desculpem garotas, não foi ideia minha). Outras empresas já estão se movimentando para que o Vita seja um marco na tecnologia de games portáteis. E claro, faltarão acessórios. Muitos acessórios. Sabiam que é possível conectar o Vita em uma TV de alta definição, e usá-lo como “controle” do jogo graças ao seu acelerômetro (palavra que ficou muito popular com o iPhone). E ainda usando óculos 3D?

Mas não é só com o Vita que teremos novidades. Ainda este ano a Nintendo irá lançar a nova versão do seu mais famoso console, o WiiU que promete ser um novo boom de mercado, trazendo velocidade, interatividade e altíssima qualidade gráfica. Estou torcendo por eles.

A Sony reluta terminantemente em dizer que está preparando seu novo console desktop, mas tudo indica que em breve teremos o PS4 por aí. Enquanto isso, o PS3 e os acessórios como o Move estão no mercado divertindo a galera. Pena que os acessórios para eles não sejam muito variados. Vamos lá gente. Queremos acessórios.

A Microsoft diz e não diz, como sempre fez. Se ela já fazia isso com os sistemas operacionais, por que não faria com seu consagrado Xbox 360? Talvez neste ano possamos ver o surgimento da nova versão, que está trancada a sete chaves. Será que podemos chamá-lo de Xbox 720? Agora em fevereiro ela lançou a versão do Kinetic (aquela câmera que quando liga faz os mesmos movimentos do Wall-E do desenho da Pixar durante o ciclo de diagnóstico) para uso com PC. Oficialmente temos então um sistema de detecção de movimento 3D sem fio que funciona no Windows. Isso abre muitas fronteiras e possibilidades. Quem sabe estamos nos aproximando cada vez mais do Minority Report com o Tom Cruise?

Outras tecnologias também estão surgindo e vão se firmar como paradigmas tecnológicos que todos deverão observar e acompanhar. Sim porque se for para vender nesse mercado, tem que estar sempre antenado com o que está acontecendo tecnicamente. Um exemplo é o novo padrão de comunicação de rede sem fio 802.11af. Mais uma letrinha para o nosso dicionário. Só para relembrar, b significa 11Mbps, g significa 54. N, por sua vez, pode ser 150Mbps (na versão lite) e 300Mbps na versão full. O af significa 1.3Gbps. Ou seja, 1300Mbps! Mas afinal, para que tanta velocidade em uma rede sem fio se a nossa internet mal passa dos 20Mbps? Muito simples: transmissão de conteúdo em alta definição entre os sistemas de sua casa, desde o notebook, desktop e o videogame chegando até a TV de LED de 50” da sua sala. Tudo indica um mercado onde os consoles estarão presentes cada vez mais nas salas e nos quartos das pessoas, conectando-se a tudo que tiver de eletrônico e trocando e permutando conteúdos de vídeo e imagem em resoluções cada vez mais absurdas e perfeitas.

Pensem nisso. E até a próxima.

Charles Blagitz feed/rss ver artigos deste(a) colunista

Charles Blagitz

Play It

Geek assumido, apaixonado por tecnologia e heavy user dos mais modernos aparatos eletrônicos e consoles de vídeo games, Charles Blagitz é especialista no desenvolvimento de novos sistemas tanto nas áreas de hardware quanto software, bem como na criação de produtos, mercado em que atua há aproximadamente 20 anos. Além disso, o especialista também possui alta experiência na área de marketing, atuante desde a incubação de campanhas até a análise de resultados. Para mais informações, charles.henry@gmail.com. Dê sua opinião sobre este artigo ou faça sugestões para nossos colunistas, envie seu e-mail.
 

Artigos Relacionados

voltar

Titulo: 2012: o ano do videogame

Destinatário(s)
Seus dados
Código de Validação:*
(*) Preencha o código de validação corretamente.

Titulo: 2012: o ano do videogame

Mensagem de Erro

Esta é a área central para comunicação entre revendas, distribuidores e fabricantes com a equipe da PartnerSales.
Incentivamos as mensagens de nossos leitores com sugestões de pautas, críticas, elogios ou reclamações.

Seus dados
Código de Validação:*
(*) Preencha o código de validação corretamente.

© Copyright PartnerSales - O site focado em parcerias de negócios e estratégias de vendas. Todos os direitos reservados. Outros nomes de companhias, produtos e serviços podem ser marcas registradas ou marcas de serviços de outros.

Sydow Marketing