Início | Estratégia | MOBILIDADE 3

Estratégia

MOBILIDADE 3

Por Virgínia Santos

Publicado em 04/04/2018 às 15:10

O mundo dos negócios na era móvel

 

De acordo com o Gartner, os gastos globais das empresas com TI devem totalizar US$ 3,7 trilhões em 2018, um aumento de 4,3% em relação ao ano passado.  Só o segmento de dispositivos móveis deve ter crescimento de 5% neste anoDiante da Terceira Plataforma de TI, observamos que tecnologias como Cloud Computing, Mobile, Social Business e Big Data permeiam o nosso dia a dia, sem falar no conceito IoT (internet das coisas) onde temos  uma rede gigantesca de “coisas” que estão conectadas (que também inclui pessoas).  O setor é um dos mais promissores da área de TI, afinal até 2020, segundo o Gartner, 26 bilhões de dispositivos estarão implantados a IoT, o aumento é de trinta vezes mais aparelhos conectados desde 2009. Estamos na era móvel onde as novas tecnologias fazem parte da nossa rotina, desde o amanhecer em que checamos as notícias nas primeiras horas da manhã em nossos smartphones, passando pelo expediente do trabalho em que as tarefas são executadas nas multitelas dos aparelhos que sempre carregamos conosco, passando pelo smartwach onde conferimos o horário até o final do expediente em que checamos os e-mails e as demandas da jornada do dia seguinte em nossos notebooks. Estar conectado aos dispositivos móveis se tornou primordial seja no setor corporativo ou doméstico.

Para atender a demanda, a indústria de TI teve que ajustar seus modelos de negócios para melhor atender as necessidades e exigências dos consumidores que estão cada vez mais conectados e “alfabetizados” tecnologicamente e digitalmente. De acordo com estudo recente da FGV, o Brasil possui 280 milhões de dispositivos móveis conectáveis à Internet, ou seja, notebook, tablet e smartphone, o que representa 1,4 dispositivo portátil por habitante (140%) e estes índices devem aumentar consideravelmente nos próximos anos. “A mobilidade é uma tendência crescente, uma vez que os usuários têm diversificado o uso de seus equipamentos por conta da rotina multitarefas no trabalho e em casa. Vivemos um período de consolidação da rotina pessoal com a profissional, com trabalho remoto, em horários e dias alternativos, assim como existe a utilização de ferramentas de trabalho para uso pessoal. Para melhor acomodar a esta necessidade, a mobilidade é primordial e no mercado brasileiro isso não é diferente – muitas vezes associada a uma melhor produtividade e até melhor equilíbrio entre vida pessoal-profissional”, afirma Augusto Rosa, diretor de Vendas da Lenovo, completando que as linhas de notebooks da Lenovo: ThinkPad e Ideapad atendem a uma variedade de necessidades do usuário, desde o uso corporativo até o lazer.

Esta também é a posição da Dell, que vê a mobilidade como uma tendência de comportamento de amplitude global, seja no meio pessoal ou no profissional. “No Brasil, observamos um movimento na mesma direção, na qual os usuários têm o desejo de estarem conectados onde e quando desejarem. Esse contexto abre muitas oportunidades para empresas de tecnologia, na medida em que estas atuam como viabilizadoras desse anseio do usuário final, permitindo que ele acesse a informação que deseja a partir de um dispositivo móvel. Nesse sentido, a Dell aposta em uma alta demanda tanto por dispositivos móveis como notebooks ultrafinos e os 2 em 1 e no âmbito da segurança da informação”, agrega Piero Cabral, gerente de Marketing de Notebooks Corporativos da Dell no Brasil. Na concepção da Aruba, parte integrante da HPE, as empresas procuram soluções de mobilidade para terem maior produtividade, colaboração entre os funcionários, e assim atender as necessidades dos clientes. “Vemos alguns setores em que mobilidade é chave para as empresas, como varejo, hotelaria, educação entre outros. Ponto notável que trazemos para o mercado é a questão de segurança e serviços adicionais que podem ser oferecidos em cima da nossa infraestrutura. Queremos garantir uma experiência única para os clientes dos nossos clientes”, pontua Eduardo Gonçalves, country manager da companhia.

Já a HP Inc. destaca que o período digital em que vivemos está em constante evolução. A companhia oferece soluções que atendem as demandas e tendências das empresas que buscam inovação, produtividade e conectividade, principalmente com a difusão de conceitos como o “escritório móvel”. O acesso irrestrito à documentos e atividades de qualquer lugar, de acordo com a empresa, cria a necessidade crescente por dispositivos e aplicativos comerciais que viabilizem esse cenário. “A HP aposta na conectividade para promover a mobilidade. A companhia fez um investimento relevante na melhoria dos notebooks para empresas. Desenvolvemos aparelhos com maior duração de bateria, como o EliteBook x360, e ferramentas de segurança, uma vez que a possibilidade de movimentação dos funcionários da empresa em qualquer local também mostra um aumento da preocupação com a proteção de dados. Além disso, há o desenvolvimento de recursos de impressão via wireless utilizando ferramentas como o Wireless Direct, o HP ePrint e o aplicativo HP All-in One Printer Remote, que permite controlar as impressões e digitalizações diretamente do celular”, pontua Bruno Ortolani, gerente de Categoria da empresa.

Para a Ingram Micro, a mobilidade passa a ser cada vez mais importante à medida que a atualização das informações para a tomada de decisão acontece em tempo real. “Essa flexibilidade auxilia na produtividade necessária dos executivos hoje em dia e a tecnologia móveltransforma a eficiência dos negócios. O Brasil está entre os países com mais dispositivos móveis no mundo. Temos um mercado maduro, mas ainda com muito potencial de crescimento, principalmente olhando para o setor de educação. Trabalhamos com as principais marcas do mercado: Acer, Apple, Dell, HP, Lenovo, Motorola para smartphones, tablets e laptops, além de acessórios para todas estas linhas”, agrega Sandra Fantoni, diretora de Produtos Commercial & Consumer e Marketing da empresa.

 

Tendência sem volta que movimenta o setor de TI

 Recentemente o relatório sobre economia digital divulgado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD, na sigla em inglês) colocou o Brasil em quarto lugar no ranking mundial de usuários de internet. Com 120 milhões de pessoas conectadas, o Brasil fica atrás apenas dos Estados Unidos (242 milhões), o índice representa quase 60% da população e reflete a amplitude que a mobilidade tem no país. “Cada vez mais o mercado está demandando novas tecnologias que associadas a inovação, trarão a mobilidade como umas das principais tendências. O grande desafio da mobilidade é ter um dispositivo robusto – o que reduz os riscos de quebras – fino e leve, trazendo design e leveza para o dia-a-dia. A durabilidade da bateria também se mostra um diferencial. A tendência é aumentar a capacidade de uso reduzindo consumo de bateria, o que já é proporcionado pelos produtos da Lenovo”, ressalta Rosa.

O executivo destaca que o mercado brasileiro tende ao crescimento da mobilidade, principalmente no setor corporativo. “Segundo o IDC, a base instalada de Desktops (PCs de mesa), em 2010 era de 84% , deve atingir 61% em 2022. Com isso o leque de oportunidades é enorme no que toca ao desenvolvimento e a aplicação de novas tecnologias. Os dispositivos da Lenovo já mostram essa tendência, contam com processadores cada vez melhores e discos SSD. Outra evolução é presença de conectores USB-C que facilita o uso dos aparelhos, além de proporcionar a transferência rápida de arquivos com o dobro de velocidade de um USB 3.0, transferindo 10Gb”, agrega Rosa.

Anderson Kanno, diretor de Marketing & Vendas da Acer no Brasil reforça que além do mercado corporativo, o setor educacional sofrerá uma grande expansão no uso de dispositivos móveis pelos alunos, por isso a companhia tem trabalhado na criação de soluções específicas para esse público. “A Acer oferece diversos produtos que atendem a demanda de mobilidade, como por exemplo, os notebooks da linha Swift. O Acer Swift 3 é leve e fácil de transportar, ideal para quem precisa de produtividade em qualquer lugar. Já o ultrafino Acer Swift 1 é um dispositivo ultrafino atraente, que está pronto para enfrentar um dia inteiro de trabalho com até 10 horas de autonomia da bateria. Já na linha Spin, também de dispositivos portáteis, a Acer tem o Spin 5, um equipamento leve, com opções de modo laptop, tablet, display e tenda. Tendo em vista o crescimento significativo desse setor, temos como prioridade desenvolver ainda mais opções de modelos de dispositivos que auxiliem os consumidores na rotina diária”, conta o executivo.

A Dell, no entanto, avalia que a mobilidade pode ocupar diversos papéis dentro da estrutura de tecnologia de uma empresa. “Ela pode agir desde como uma agente viabilizadora e essencial do negócio até como uma força complementar no aumento da produtividade da força de trabalho. Hoje, a mobilidade inclusive é vista como uma ferramenta para retenção ou conquista de novos talentos, uma vez que passa a ser uma demanda cada vez mais comum dos usuários”, considera Cabral. Desde o início da sua atuação no mercado em 2002, a Aruba aposta nos conceitos de mobilidade e segurança. “Para aquela época era um conceito inovador pensar em um mundo 100% wireless, endereçando aspectos de conectividade, mobilidade e segurança para transformar essa visão em realidade. Assim, mobilidade está no nosso DNA desde o dia da fundação da empresa. Dentro dos nossos pilares estratégicos, IoT tem uma importância grande e nosso diferencial nessa oferta é a plataforma aberta que integra com diversos outros provedores de soluções de IoT e a segurança que entregamos com nosso portfólio. Dessa forma, os canais podem complementar a oferta por meio de integrações com outros sistemas e fabricantes resultando em um grande diferencial no mercado e fortalecendo todo o ecossistema”, agrega Gonçalves.  Marcos Di Lorenzo, diretor de Produtos e Marketing da Officer destaca que o setor de mobilidade está em grande expansão no Brasil e no mundo, praticamente todas as fabricantes disponibilizam soluções na área. “É uma tendência sem volta já que traz maior eficiência e agilidade às pessoas e empresas. Muitas decisões e processos hoje são realizados em campo. As pessoas trabalham hoje da mesma forma dentro e fora dos locais de trabalho graças à mobilidade. Existe muita oportunidade a ser explorada nessa área. Hoje fabricantes como: Datalogic, HP, Honeywell, Lenovo, Motorola, Zebra, e muitas outras disponibilizam soluções de mobilidade, sejam smartphones, tablets, notebooks ultra leves e resistentes, coletores de dados, infraestrutura de redes sem fio, beacons e muito mais”, afirma o executivo, completando que o BYOD (Traga seu próprio dispositivo), soluções de segurança para os dispositivos móveis e de cupons de desconto irão nortear o segmento nos próximos anos.

Para a Westcon-Comstor, cada vez mais os projetos de TI irão basear-se em aplicativos. “Em especial aplicativos móveis. As aplicações, definidas pelas áreas de negócio dos clientes, e não por TI, irão promover os investimentos. As aplicações móveis, cercadas da indispensável segurança, permitem agilidade, precisão e facilitam o trabalho em equipe para as empresas, beneficiando clientes, funcionários e fornecedores. Distribuímos as maiores fabricantes mundiais de infraestrutura e segurança móveis, como: Check Point, Cisco, Cylance, Extreme, Fortinet, Palo Alto, Ruckus, Sonicwall e Symantec”, diz Sergio Basilio, diretor de Vendas da Westcon Brasil. Esta também é a visão da Mazer que acredita que a distribuição deve fazer o link entre a indústria e o canal, que atua como  consultor, ou motivador dos clientes corporativos para aderirem a um novo ciclo de transformação de negócio através da mudança digital, cuja aderência já existe para qualquer tipo de negócio. “Se falarmos em tendências temos os aplicativos Mobile envolvendo todo tipo de automação e otimização de processo, e convergindo todas as novas tecnologias”, agrega Rogério Fluzer, presidente da Mazer.

Já a HP Inc. reforça que o conceito OneLife, criado pela companhia, aponta a tendência de não haver mais separação entre a vida pessoal e profissional. Ou seja, com dispositivos cada vez mais leves e robustos, é possível levar o escritório para onde estiver sem perder performance. “O avanço do IoT também deve ser considerado uma vez que a conectividade de dispositivos aumenta a autonomia de equipamentos, que deixam de depender totalmente da interação humana. Com isso, tarefas simples do cotidiano, por exemplo, poderão ser realizadas pelos próprios aparelhos impactando o mercado de mobilidade uma vez que as tarefas poderão ser realizadas de qualquer lugar”, pontua Ortolani.

A TP-link avalia que o conceito de mobilidade está intrínseco com a conectividade. “Quando pensamos nas soluções de mobilidade vemos a importância das redes das empresas que devem migrar para interfaces gigabit, Wi-fi corporativo com tecnologia AC e gerenciamento na nuvem. A grande maioria de pequenas empresas utilizam Wi-fi caseiro como infraestrutura de empresas. Mas o cliente final não conhece as vantagens de um Wi-fi corporativo, com gerenciamento, investimento baixo, e a solução como um todo envolvendo switches PoE, tendo o conhecimento disto, o parceiro vai ter um amplo portfólio extra de oportunidades a serem oferecidas ao mercado”, agrega Nelson Ito, diretor de SMB da TP-Link no Brasil. Vale destacar que quando falamos em mobilidade não podemos nos esquecer de que a conectividade permite que as pessoas estejam em vários lugares ao mesmo tempo e isso poderá impactar as características físicas dos negócios que conhecemos hoje. O avanço da tecnologia possibilitará maior flexibilidade e competitividade para o mundo dos negócios.

 

Lineup de produtos e soluções que ampliam as vendas dos canais

 

Como bem sabemos, os consumidores estão ávidos por tecnologias de ponta e produtos que auxiliem nas atividades do dia a dia seja no ambiente pessoal ou profissional. Para atender este desejo inerente por produtos e soluções da era digital, as companhias lançam produtos de ponta no mercado. “A Samsung está atenta às tendências e oferece aos seus usuários produtos e serviços cada vez mais inovadores. A empresa possui um portfólio de smartphones completos, desde os modelos Super Premium, que são as linhas Galaxy Note e Galaxy S; Premium, com os modelos Galaxy A e os modelos intermediários, o Galaxy J”, afirma João Netto, diretor de Retail Marketing da área de dispositivos móveis da Samsung Brasil. A fabricante conta com um ecossistema que inclui desde o serviço de pagamento Samsung Pay, passando pelos óculos de realidade virtual, o Gear VR com controle, a câmera Gear 360 e acessórios como o DeX, que permite a abreviação de Desktop Experience e que transforma o smartphone em uma experiência de desktop. “Temos um portfólio completo que combina com os diferentes perfis de usuários, desde os aparelhos intermediários até os tops de linha, que garantem melhor produtividade no ambiente de trabalho”, completa Netto. 

A TP-Link reforça que os brasileiros estão cada vez mais conectados, principalmente pelo smartphone. No levantamento Global Mobile Consumer Survey 2017, realizado pela Deloitte, 87% dos participantes do Brasil afirmam possuir ou ter acesso a um smartphone (em 2015, a parcela era de 77%). “O portfólio Neffos oferece smartphones de alta qualidade, agregando design e tecnologia de ponta a preços justos.  Neffos é a marca exclusiva criada pela TP-Link que dedica-se em oferecer smartphones de alta qualidade para usuários em todo o mundo. Além disso, a companhia fornece conexão Wi-fi estável e confiável em mais de 170 países, através das soluções de infraestrutura de rede”, agrega Jayme Bianco, gerente da Neffos no Brasil.O grande diferencial do portfólio da HP Inc é a viabilização da mobilidade para os usuários, aliada à potência e ao desempenho dos processadores de 7ª geração da Intel.  “A utilização de equipamentos com tela Touch em conjunto com o Windows 10, e o acesso a atalhos e funcionalidades como reconhecimento de escrita, promove uma experiência única e totalmente diferente da encontrada em PCs convencionais. Alguns destaques que compõem o portfólio de mobilidade são o HP Pro X2 612 G2 - produto que une versatilidade e performance. Com processador de 7ªe 8ª geração Intel, o produto conta com tela de 12,5” touch, caneta Wacom, teclado destacável, certificação militar, leitor smart card e versões com Windows 10 Pro e Windows 10 SL. Outro produto que se destaca é o novo Elitebook X360 1030 G2, conhecido como Ultrabook 360”, destaca Ortolani.

Outra fabricante que tem em seu DNA a inovação é a Lenovo. As linhas de notebooks da marca atendem uma variedade de necessidades do usuário. “Desenvolvemos nossas soluções com base nas demandas dos nossos clientes. A reconhecida linha ThinkPad, há 25 anos no mercado, é voltada ao público corporativo, com alto desempenho e referência em resistência e mobilidade para o trabalho. Para o consumidor final, temos a linha Ideapad que cobre o segmento de notebooks acessíveis voltados ao uso doméstico, com múltiplas configurações para atender uma vasta gama de consumidores com diferentes necessidades. Já a linha Yoga traz a sofisticação dos notebooks 2-em-1 (com quatro modos de uso e tela touchscreen), que tem a versatilidade como essência dos modelos. Neste mês, a Lenovo lançará o YOGA 520 para empresas, com Sistema Operacional Windows Professional, que oferece mobilidade robusta e performática”, agrega Rosa. Em seu lineup de produtos e soluções, a Dell destaca os modelos 2 em 1 da linha Latitude. “Os equipamentos reúnem a produtividade, segurança e capacidade de gerenciamento de um computador convencional com a portabilidade e conveniência de um tablet de última geração. Com medidas compactas e alto desempenho, os dispositivos estão prontos para atender ao desejo dos usuários por equipamentos finos, leves e móveis, sem abrir mão das exigências de certificação e segurança necessárias em uma rede corporativa”, ressalta Cabral, completando que a fabricante apresenta ao mercado também ofertas de mobilidade na forma de recursos de segurança e gerenciamento em software para rede corporativa e soluções em hardware e software que compõem um data center capaz de suportar o trabalho móvel. Vale frisar que o parceiro precisa ter amplo conhecimento das necessidades dos clientes para oferecer a melhor solução custo X benefício com serviço agregado, os usuários de TI atuais prezam por eficiência e maior produtividade.

 

Ações em prol do parceiro diante dos avanços tecnológicos

 

 Estar preparada para a era digital é essencial para as revendas que se tornaram ao longo dos anos especialistas em atender as demandas dos clientes. “A Mazer presta total apoio para o canal. A revenda deve conhecer cada vez mais o negócio de seus clientes corporativos. Deve estar sempre assistindo todos os treinamentos e apresentações de cases, pois já existem dezenas de soluções que podem ser replicadas ou tidas como forte referência em dezenas de segmentos de indústrias, como logística, trading, m-commerce, serviços, etc”, agrega Fluzer, da Mazer. Quase a totalidade das vendas da Acer são feitas via canal de TI (distribuidoras e revendas).  “A empresa investe bastante no parceiro, pois sabemos que a venda de certos produtos é uma venda consultiva e ativa, e ninguém melhor que o canal especializado para exercer essa função. Por isso, os consultores da Acer treinam os canais de revenda, reforçando campanhas de comunicação e desenvolvimento da marca, criadas justamente para permitir que os consultores estejam aptos a identificar a necessidade do cliente e criar o projeto ideal para o consumidor”, agrega Kanno.

A Westcon-Comstor possui um programa consistente para apresentar às revendas tradicionais o mundo das verticais de negócios. “Atualmente, apoiamos o canal nas verticais de Educação, Saúde e Varejo. Fazemos a conexão destas revendas com as fabricantes de aplicativos, fornecendo toda a infraestrutura de hardware, software e serviços para a implementação das soluções”, pontua Basílio, reforçando que o canal deve focar nas aplicações que resolvam os problemas dos clientes e não na venda de produtos.

Já a Officer disponibiliza em conjunto com as fabricantes uma série de webinars e treinamentos. “Apontamos para as revendas as principais tendências e novidades do setor de mobilidade.  No ano passado fizemos o Officer Conecta onde a Zebra e a Lenovo mostraram suas soluções aos canais nas principais capitais. Convidamos também nossos clientes para assistirem os webinars da Honeywell, onde foram mostradas várias tendências do setor. Esse ano iremos repetir a dose com novas fabricantes e levar o Officer Conecta para diferentes praças”, afirma Di Lorenzo. Sandra, da Ingram Micro, pontua que a companhia oferece diversos eventos presenciais e online com apresentações do portfólio e soluções para mobilidade. “Fizemos um evento recentemente no escritório da Apple no Brasil. Apostamos também no relacionamento próximo ao canal, identificando oportunidades de negócios junto aos clientes finais e varejistas, apoiando e engajando o canal neste atendimento. Temos uma equipe dedicada com mais de 12 arquitetos de Soluções que auxiliam também no desenvolvimento de projetos junto à área de mobilidade”, afirma a executiva.

Para concluir quando falamos de mobilidade não podemos nos esquecer do avanço da IoT uma vez que a conectividade dos dispositivos aumenta a autonomia de equipamentos, que deixam de depender totalmente da interação humana onde as tarefas podem ser realizadas pelos  próprios aparelhos a qualquer momento e lugar, a era digital permite uma série de oportunidades para os parceiros então é preciso ficar atento a dinâmica do setor que não para de crescer

voltar

Titulo: MOBILIDADE 3

Destinatário(s)
Seus dados
Código de Validação:*
(*) Preencha o código de validação corretamente.

Titulo: MOBILIDADE 3

Mensagem de Erro

Esta é a área central para comunicação entre revendas, distribuidores e fabricantes com a equipe da PartnerSales.
Incentivamos as mensagens de nossos leitores com sugestões de pautas, críticas, elogios ou reclamações.

Seus dados
Código de Validação:*
(*) Preencha o código de validação corretamente.

© Copyright PartnerSales - O site focado em parcerias de negócios e estratégias de vendas. Todos os direitos reservados. Outros nomes de companhias, produtos e serviços podem ser marcas registradas ou marcas de serviços de outros.

Sydow Marketing