Contar com o apoio de um Mentor é uma oportunidade muito interessante e produtiva para o profissional que está em busca de crescimento de carreira e tem a oportunidade de aprender com alguém mais experiente. Por vezes, as próprias organizações oferecem programas estruturados de mentoring como parte do seu cardápio de ações de desenvolvimento organizacional. Se a sua empresa não possui um programa formalizado de mentoria, você mesmo pode pensar e escolher um mentor que possa apoiar o seu crescimento profissional.

Um Mentor é um profissional, geralmente, mais experiente que você e pode contribuir com o desenvolvimento de novas habilidades, ampliar a sua perspectiva, fazer críticas construtivas, orientar a respeito de decisões que precise tomar e fazer com que você faça reflexões importantes e tenha insights interessantes. Pode ser alguém da sua própria empresa (algum profissional que você admire, por exemplo) ou um profissional externo, alguém que esteja em outra organização do mesmo setor, ou até mesmo de outra indústria, e também pode ser um Consultor – o importante é que você identifique esse profissional como um exemplo positivo que possa agregar na sua trajetória e estimular o seu aprendizado. Além disso, você deverá confiar no Mentor escolhido, pois deverá ter com ele uma relação transparente e de cumplicidade.

Para que o programa de mentoria seja bem sucedido é importante que você organize reuniões periódicas com o seu Mentor (podem ser encontros formais ou informais). Nessas oportunidades você deverá compartilhar seu momento de carreira, suas dificuldades na posição atual, seus desafios e suas dúvidas em como conduzir as situações no trabalho ou até mesmo as relações. O Mentor, por sua vez, deverá dividir a sua experiência, compartilhando com você o seu conhecimento e as situações que ele já vivenciou, opinando sobre as suas dificuldades, orientando sobre possíveis caminhos e decisões que você possa tomar e alertando para possíveis riscos dos contextos compartilhados.

Até agora falamos sobre a Mentoria Tradicional, que com certeza a maioria de vocês já conhece e até mesmo já deve ter vivenciado. E a Mentoria Reversa? Essa é uma outra perspectiva, tão interessante quanto a Tradicional, mas ainda menos utilizada. Se na Mentoria Tradicional o Mentor é um profisisonal não apenas mais experiente, mas também mais velho, na Mentoria Reversa temos uma situação invertida; o Mentor é um profissional mais jovem que guia e apoia o desenvolvimento de um profissional mais sênior.

No atual contexto profissional, pode-se dizer que todas as pessoas, independentemente da idade e tempo de carreira, possuem conhecimentos interessantes que podem ser compartilhados. Vivenciamos um ambiente corporativo multigeracional, onde os novos podem aprender com os mais velhos e os mais velhos também devem estar abertos a aprender com os mais novos. Por que não? Os jovens possuem uma perspectiva sobre tecnologia, mídias sociais e interações digitais que muitos profissionai sêniores não possuem, pois não foram expostos a esse mesmo contexto quando eram jovens. Porém, para que sigam atualizados e consigam ser efetivos na atualidade podem, e devem, apoiar-se nos nativos digitais, que com certeza poderão contribuir para o desenvolvimento de novas habilidades, exercer o pensamento “fora da caixa” (que tanto se pede atualmente) e desafiar a pensar diferente, a ser mais curioso e a desenvolver as agilidades de aprendizagem, tão necessárias para os profissionais e líderes do futuro.

Se você é jovem e busca aprender mais e crescer na carreira, escolha como Mentor um profissional mais sênior que possa ajudar você a evoluir. Se é mais experiente e está aberto a novos aprendizados, principalmente os relacionados ao mundo digital, escolha como um Mentor um profissional mais jovem, que trará novas perspectivas para sua atuação e que poderá contribuir de uma forma diferente para seu aprendizado e sucesso. E assim podemos ampliar a integração entre as gerações dentro das organizações, estimulando o benefício da diversidade!

 

 

Milene Lopes Schiavo

Milene Lopes Schiavo

Administradora de empresas e publicitária, pós-graduada em Marketing pela ESPM e em Recursos Humanos pela FAAP. Atuou por dez anos no mercado de distribuição de TI em posições executivas nas áreas de Marketing e Recursos Humanos. Atualmente trabalha em uma consultoria global de gestão estratégica do capital humano.