Estamos vivendo um novo momento em todos os meios, tem o time que saiu para trabalhar, tem gente fazendo home Office, tem gente que está parado em casa...  Tenho observado um crescimento das famosas “LIVES” que acontecem no Instagram, Youtube e afins! Não vou negar que me rendi e acabei usando o meu Instagram para bater um papo com algumas pessoas interessantes sobre soluções nesse período de pandemia. 
Mas, nem só de conteúdos empresarias vivem as pessoas! Os cantores estão aí, levando entretenimento pelas telas com seus shows virtuais que mobilizam MULTIDÕES! 

Começo a analisar se temos um novo cenário comportamental, e questiono:  Será que ao final da pandemia, teremos pessoas diferentes? Seremos mais frios e mais distantes?  Enquanto escrevo esse artigo, falo com um grande amigo sobre isso, por mais que o novo cenário não seja tão propício para pessoas que prezam pelo contato físico, essas pessoas ainda existem e certamente irão querer encontrar com os amigos, abraçar os parentes assim que tudo isso acabar (e vai acabar!). 

Vejo que muitas instituições de ensino tentaram por diversas vezes oferecer o conceito EAD como algo simples e funcional e certamente não se prepararam para a demanda e a proporção que isso toma hoje em dia. Atendo um Colégio há muito tempo e acompanhei o quanto foi complicado neste período de pandemia conseguir atender as expectativas dos pais, oferecer conteúdo de qualidade sem dano pedagógico aos alunos e ainda assim, manter a integridade e saúde física de todos os colaboradores. 

A compreensão das pessoas não acompanhou a velocidade que um isolamento trás, muitos ficam tentando achar culpados para isso, condenar empresas que não estão funcionando e criticam também as que estão por irresponsabilidade.  É aí que entra a crise de satisfação, não sabe o que fazer para agradar o consumidor! 

No último artigo abordei um pouco mais sobre esse tema dos treinamentos online e inclusive aproveitei o tempo que agora tenho livre (que antes não existia) para me atualizar e investir em especializações utilizando as ferramentas do EAD, mas consigo identificar que ainda falta um pouco mais de proximidade com o aluno, de acompanhamento, de identificação da evolução do aprendizado.  E aproveitando também para citar o novo comportamento de consumo: As compras online! Nunca vi tanto anúncio de coisas que podemos comprar pela internet! Nunca se usou tanto o delivery como ultimamente. 

Nesse período conheci sorveteria que atende pelo whatsapp  (inclusive na modalidade a granel com adicionais – granulados, confeitos...), empresas de produtos de limpeza que entregam os produtos sob demanda em formato de “assinatura” mensal, onde você paga uma taxa fixa e recebe o kit de limpeza mensalmente em sua casa ou escritório e pela primeira vez utilizei o delivery de um mercado, que possui um catálogo virtual, você escolhe os produtos e em algumas horas suas compras são entregues (inclusive os itens congelados) no conforto de sua casa.  Todos esses produtos e serviços já existiam, as pessoas já tinham essas ideias, já empreendiam por esse caminho, só não existia a demanda que realmente passou a fazer diferença nesse período.  Temos um novo cenário chegando por aí, devemos repensar  nossas estratégias comerciais para que nossos negócios se encaixem nesse novo cenário, sua empresa está pronta?  Não se esqueça de higienizar bem as mãos com água, sabão e álcool em gel e se possível: FIQUE EM CASA!  Eu acredito em você! SUCESSO!  

Lucas Chiminazzo

Lucas Chiminazzo

Lucas Chiminazzo é profissional da área de marketing de relacionamento, coach e especialista em aumento de faturamento através de métodos dinâmicos e ousados. Utiliza como fonte de seu trabalho técnicas teatrais e lúdicas para facilitar a aplicação de estratégias convencionais e pouco utilizadas.Consultor empresarial, viaja por todo o Brasil renovando conceitos, lançando marcas e trabalhando para o desenvolvimento profissional. Acesse www.lucaschiminazzo.com.br. Dê sua opinião sobre este artigo ou faça sugestões para nossos colunistas, envie seu e-mail.