ACESSÓRIOS 2

O IDC espera que o mercado mundial de dispositivos móveis conectados continue com forte crescimento e prevê que os embarques ultrapassem 2,1 bilhões de unidades em 2016 com um valor de mercado de US$796,7 bilhões mundialmente. As pesquisas mostram claramente que o futuro será uma era de múltiplos dispositivos e cada vez mais pessoas conectadas. Os smartphones serão a categoria de produto preferencial com uma participação de mercado crescendo de 53,1% em 2011 para 66,7% em 2016 e os tablets também crescerão significativamente com a participação de mercado saindo de 7,7% em 2011 para 13,4% em 2016.

 

A mobilidade vem ganhando mais espaço no dia a dia dos brasileiros e com isso, abrem-se novas oportunidades para aqueles que vendem acessórios, tanto os ligados a este mercado como também aos do universo gamer.

O mercado de games brasileiro é hoje o quarto maior do mundo, segundo dados da PwC, o que abre novas possibilidades pra quem vende acessórios ligados ao tema, com vendas mais segmentadas e assertivas, gerando uma alta demanda por itens novos e com diferenciais.

 Na opinião de João Martins, diretor da Razer Brasil, as expectativas para o segmento de acessórios são as melhores possíveis, principalmente as relacionadas à área gamer. “Tendo em vista alguns lançamentos previstos de jogos e também a nova geração de videogames que será apresentada na E3, feira do setor que acontece este mês em Los Angeles, muito otimismo. O e-sports cresce a cada ano e a profissionalização é uma realidade no Brasil. Os gamers estão investindo em entretenimento e qualidade para que este aproveitamento seja otimizado”. A empresa lançou alguns produtos, entre os quais, o mouse Razer DeathAdder 2013, o mouse Razer Krait 2013, o teclado Blackwidow Ultima 2013, o primeiro tablet gamer do mundo, o Razer Edge, e também o teclado Razer Orbweaver. Todos com foco no setor gamer. “Distribuimos para todo o Brasil acessórios para PC e Xbox360, com uma linha que conta com mouses, mousepads, teclados, fones de ouvido, caixas de som, controles e produtos licenciados, como a linha Battlefield 3, Mass Effect 3, Star Wars The Old Republic, Dragon Age, Crossfire e League of Legends”, completa Martins.

A Genius conta com produtos de entrada que são campeões de vendas da empresa. A expansão da linha gamer, a GX Gaming, no país está sendo gradual e a empresa espera 10% de crescimento este ano para este nicho. “A GX Gaming está sendo muito bem recebida pelo público brasileiro, temos vários blogs e comunidades de jogadores que testaram o produto e aprovaram, além de diversos veículos de imprensa. Novas distribuidoras estratégicas e novas parcerias na revenda mostram uma receptividade muito positiva da linha GX Gaming no canal também”, diz Thiago Vasconcelos, country manager da Genius no Brasil. Na linha GX Gaming, a empresa lançou este ano o mouse Gila (apresentado aqui em primeira mão na edição High tech de abril) e que ganhou reconhecimento na CES 2013.  “Em acessórios entramos este ano com o Ring Presenter no Brasil, um apresentador multimídia sem fio com apontador a laser em formato de anelChegando agora, temos o mouse DX-7100 para sistemas Windows 8 e a câmera veicular DVR-FHD590 lançada na Automec 2013, além de acessórios para tablets e notebooks como capas e novas canetas para a Linha Touch Pen”, completa Vasconcelos.

A Coletek está presente no mercado nacional desde 2003 produzindo bens de informática, inclusive com PPB. A empresa fabrica produtos para Integradoras (OEM) e lançou, em 2007, a marca C3 Tech de acessórios para computadores como teclados, mouses, webcams, gabinetes, entre outros itens. “O mercado está sempre apresentando novas tecnologias e nós esperamos disponibilizar no mercado as mais modernas tecnologias periféricas. Com o crescimento de gamers no Brasil, sempre teremos algo novo ligado a este mundo”, revela Deise Somayama, gerente de Marketing da Coletek. A empresa disponibiliza campanhas de incentivo aos colaboradores dos canais Coletek. “Consequentemente, isso acarreta no maior comprometimento e fidelidade com o canal, garantindo assim, maior empenho e motivação para alavancar a venda dos nossos produtos. Periodicamente são lançadas campanhas de incentivo que ao final premiam clientes, revendas e representantes”, acrescenta Deise.

A empresa tem programado para lançar ainda este ano, o Carregador Multifunção Charger Buddy UC-6000, que renova a carga da bateria de diferentes dispositivos móveis como tablets, smartphones e celulares. O produto possui 3 entradas USBs (uma delas sendo micro USB) e extensão auxiliar com mais 4 conexões extras (micro USB, mini USB, DC e Dock), além de potência máxima de saída de 50 watts.

A Cooler Master possui uma linha exclusiva para acessórios gamers e profissionais, a CM Storm, inspirada em armas militares, que traz mouses, teclados e headsets. Este ano, a expectativa é de crescer pelo menos 80% com a linha de acessórios. “No momento, a linha CM Storm, no quesito entrada, conta com um mix reduzido com um modelo de mouse e um modelo de headset, porém, a previsão é de  chegada de produtos regionalizados para o Brasil com preços mais acessíveis, sem perder as características gamer. O foco da linha Storm é end-user, sendo assim temos feito um trabalho forte de educação e marketing em cima dos clientes diretos, para que esses possam escolher o acessório certo”, diz Gustavo Trida, gerente de Produtos da empresa. A companhia assegura que duplicará o mix de produtos até o final do ano.

A Integris atua no mercado brasileiro, através da venda para distribuidoras, lojas de informática especializadas, papelarias e outras lojas do setor. A empresa disponibiliza equipes de promotores para os clientes, material promocional para positivação do ponto de venda e várias ações de incentivo ao lojista como campanhas de venda aos funcionários das lojas e aos consumidores. Esse ano, terão lançamentos na linha de games, linha básica e linha Bluetooth e espera-se ter um crescimento de 20% para os produtos de entrada, devido às novas estratégias para o ano em curso. “Acredito que a alta tecnologia requer custos um pouco mais altos, mas não é o produto que conta. Temos que avaliar as questões de pós-venda como atendimento do consumidor com esclarecimentos sobre os produtos, assistência técnica e SAC. Isso agrega ainda mais valor ao produto”, diz Maísa Monteiro, gerente nacional de Vendas da Integris.

 A SND distribui acessórios Microsoft no Brasil, representando mais de 50% do share da fabricante. “Queremos continuar com este excelente posicionamento de share e, paralelamente, fortalecer nosso crescimento na distribuição de acessórios de outros fabricantes, além do novo segmento que iniciamos no último trimestre que é a comercialização de produtos para games como console X-Box, jogos e acessórios deste nicho. Isso também mostra a expertise que a companhia possui na distribuição desta linha”, diz Fábio Baltazar, gestor das áreas de marketing e produtos da SND.

A distribuidora oferece uma série de treinamentos para a equipe interna de vendas e eventos para fornecedores. “Projetamos a implantação de algumas ferramentas de treinamento e capacitação online baseadas em certificação para revendedores e materiais informativos gratuitos em nosso site”, diz o gerente. Baltazar acredita que, hoje em dia, existem muitas opções de produtos que atendem a nichos bem específicos como, por exemplo, entusiastas, gamers e profissionais liberais. “Creio que o apelo deva ser no sentido educacional, mostrando os benefícios de cada produto ou até mesmo prestando um serviço de consultoria na venda do produto, não somente para esse mercado de nicho, mas sim para qualquer tipo de consumidor que não conheça muito bem o que está comprando, mas quer um produto com referência de qualidade e desempenho”, finaliza.

A Logitech comercializa produtos como mouses, teclados, webcams, headsets, caixas de som, PC gaming e acessórios para tablets e smartphones. Para cada categoria de produtos, a empresa estuda como os consumidores utilizam seus equipamentos digitais, e com isso, a equipe de designers e engenheiros visualiza como é possível criar uma melhor experiência com esses dispositivos, tornando-a mais agradável. “Montamos um portfólio direcionado ao mercado brasileiro com base no perfil de nossos consumidores. Além disso, estamos trabalhando continuamente para diminuir o tempo entre o lançamento de produtos no mercado exterior e a chegada para o público brasileiro”, diz Jairo Rozenblit, country manager da Logitech no Brasil. O executivo acredita que a principal ação que pode aumentar a lucratividade na venda de acessórios é uma revisão de portfólio. “A partir do estudo do público da loja e do sortimento relacionado ao preço, é possível aumentar o ticket médio e executar um controle seguro de estoque. Não é preciso ter muitas marcas e muitos modelos, mas manter o nível adequado à demanda. Assim, é possível ser mais competitivo, atender melhor os consumidores e melhorar o fluxo de caixa da empresa”, acredita Rozenblit.

A categoria de acessórios para games da Logitech deve crescer de modo significativo, ainda de acordo com Rozenblit, com a renovação da linha de acessórios para PC Gaming e a parceria firmada com a NeoPlay para a distribuição destes produtos para mais de 2,6 mil pontos de venda em todo o país.

Este ano, a novidade fica por conta do Logitech Ultrathin Keyboard Cover, teclado que se integra ao iPad, além de diversos combos de mouse e teclado em categorias de entrada e também para usuários mais especializados como os Logitech Wireless Combos MK365 e Logitech Wireless Combo MK240. Também no portfólio, estão os acessórios desenvolvidos para Windows 8, como o Logitech Wireless Rechargeable Touchpad T650, o Logitech Zone Touch Mouse T400 e o Logitech Wireless Keyboard K400r, além de produtos com design diferenciado como o teclado iluminado Logitech Wireless Illuminated Keyboard K800.

A K-MEX atua nos canais de distribuição e integração para algumas linhas de produto, sendo que o maior volume concentra-se nos fabricantes de PCs por vendas OEM. “Temos em nosso portfólio de produtos tudo o que é necessário para a composição de computadores desktops: caixas de som, teclados, mouses, webcams, leitores de cartões, gabinetes e outros”, diz Eduardo Silva, gerente de marketing da empresa. Silva também concorda que o mercado de games é dinâmico e está em plena ascensão com um público bastante entusiasta, que se mantém constantemente atualizado com os avanços da tecnologia. “Acompanhamos esse mercado, desenvolvendo uma linha de produtos específica para oferecer a melhor experiência possível ao jogador, além de recursos sofisticados, sem deixar de lado a rentabilidade para o canal. A K-MEX dispõe de pessoal altamente especializado que está sempre disposto a oferecer todo apoio aos seus clientes quanto à comercialização dos produtos e suas atualizações técnicas. Além disso, oferece apoio de marketing, através de sua própria equipe”, pontua Silva.

No portfólio da empresa, o destaque é o mouse laser modelo ML-G235, ideal para gaming com um formato ergonômico, mais confortável e com uma alta precisão de movimentos. Com o mouse é possível obter melhor performance nos games e tranquilidade nas tarefas diárias. Possui um botão seletor de resolução que alterna entre 800, 1600 e 3200 dpi para aumentar seu desempenho, botões programáveis e ajuste de peso de até 20 gramas para obter o equilíbrio perfeito. “É recomendável que as distribuidoras e revendas atinjam outros mercados para gerar demanda e ampliar a atuação, proporcionando maior volume de vendas. Prevemos o lançamento de novos acessórios com o objetivo de ampliar a linha para tablets e telefonia móvel, visto a forte expansão deste setor. Atualmente colocamos em linha carregadores universais e mini caixas de som (SP-P226) para estes tipos de dispositivos (Power Station – modelos FD-A026 e FD-A052)”, diz Silva.

A Mtek atua no mercado de distribuição, revendas e no varejo, trabalhando com toda a linha de acessórios de informática, como teclados, mouses, cases para HD, hubs USB, leitores de cartões de memória, além da linha de acessórios para produtos Apple. Para Mauro Hiroshi, gerente de Marketing da empresa, mostrar os diferenciais de cada produto e focar em treinamentos garantem maior lucratividade aos canais. “Estamos em constante contato com nossas distribuidoras e sempre fazemos treinamentos sobre os produtos da nossa linha e suas principais características. Acreditamos que esses treinamentos podem auxiliar os vendedores no fechamento de negócios com seus clientes”, acredita Hiroshi.

Hiroshi acrescenta que sua linha de produtos possui um índice de RMA abaixo de 0,02%. “Acreditamos que este seja um dos grandes diferenciais da empresa. Ninguém consegue conviver com produtos com altos índices de RMA, pois isso gera muito custo”, conclui Hiroshi.

 

MOBILIDADE CADA VEZ MAIS FORTE

Ainda que os mouses com fio predominem na maioria dos países, as pessoas estão buscando cada vez mais mobilidade nas tarefas do dia a dia. Segundo dados recentes da consultoria GfK, 30,1% dos mouses vendidos no Brasil até setembro de 2012 eram sem fio, contra 27,6% no mesmo período de 2011. A mesma tendência é percebida em relação aos teclados sem fio, que possuem participação de mercado ainda menor: 18,8% até setembro de 2012, contra 17,6% no mesmo período de 2011. “Apenas neste ano, a Maxprint incluiu em seu portfólio sete novos mouses óticos sem fio com 2.4 GHz de frequência e com cores, tamanhos e design diferenciados para atender qualquer público”, diz Cortes.

A DB Trends atua no mercado de acessórios desde 2006 e suas principais marcas são a MiPow e iClam. A linha MiPow se resume a acessórios para celulares, smartphones e tablets com foco em baterias externas portáteis, cabos, carregadores de parede, automotivos e hubs USB. São produtos que se destacam por possuirem design diferenciado e funcional. “Com a linha de produtos MiPow (Powertube 2200, 4400 e 5500) conseguimos atingir este mercado de games portáteis gerando mais mobilidade para o consumidor sem precisar parar para carregar. Esta linha alia praticidade com custo X benefício e tem como grande diferencial, o design slim e potência suficiente para garantir vendas e cativar o consumidor que, neste segmento, é carente de soluções eficientes”, diz Amauri Carvalho, gerente de Marketing da DB TRENDS.

Para o segundo semestre, a empresa lançará uma nova linha no segmento de áudio exclusiva e diferenciada de headsets bluetooth e aparelhos de som compacto sem fio com duração de bateria até 16 horas e alta fidelidade de qualidade de áudio. Toda a linha virá equipada com a nova tecnologia bluetooth versão 4.0 que apresenta recursos inéditos para os equipamentos.

Recentemente, a empresa lançou a linha iClam. São cases que transformam os principais modelos de smartphones em câmeras de ação. O kit acompanha diversos acessórios que permitem fixá-lo em bicicletas, motos, capacetes, veículos ou mesmo pular de paraquedas. Pode-se mergulhar também em profundidade de até 10 metros, tirar fotos, fazer vídeos e compartilhar nas redes sociais em tempo real. O case é de alta resistência à impactos e também protege contra e areia. Se encontra disponível para modelos de iPhone 4/4s, 5 e Samsung Galaxy SIII. “Temos como objetivo aumentar em 70% o faturamento na linha de acessórios. O mercado vem procurando por produtos diferenciados, não somente na sua utilização/aplicação como também no design, e pretendemos preencher esta lacuna com nossa linha de produtos. As revendas devem investir em novidades, novos conceitos e agregar valor ao produto que revende, onde não uma quantidade tão grande de concorrência de um mesmo produto ou linha de produto. Desta forma, certamente a lucratividade irá aumentar”, acredita Carvalho.

A Mymax atua no mercado de acessórios para computador desde 2006, com foco em produtos de entrada e os principais canais de venda são pequenas e médias revendas e integradores. Hoje, a empresa possui uma ampla linha de acessórios para computador e está investindo fortemente no desenvolvimento de produtos para as linhas de acessórios para notebooks, smartphones e tablets. “Este ano a Mymax tem como foco a linha de acessórios para smartphones e tablets. Vamos acrescentar 150 novos produtos em nosso portfólio até o final de 2013 e projetamos um crescimento de 50% no faturamento entre todas as linhas de acessórios. Pretendemos crescer 20% na linha de entrada e para gamers estamos revendo o portfólio e teremos uma nova linha no último trimestre do ano”, diz Amanda Rodrigues, gerente de Marketing. Na opinião da executiva, as revendas precisam ter um mix completo de acessórios para que os clientes finais os tenham como referência na hora da compra. “Nós estamos trabalhando para oferecer um diferencial aos nossos clientes. O canal deve ter em mente que aprender a vender produtos com mais funcionalidades e de valor maior pode ser decisivo para mantê-lo no mercado ou nãoÉ um mito achar que o cliente final quer preço; o cliente quer qualidade, e paga um pouco mais para ter isso”, conclui Amanda.

 A I.R.I.S. é uma empresa com soluções para digitalização portátil e softwares de OCR (Reconhecimento Óptico de Caracteres). A fabricante oferece um modelo para cada aplicação e necessidade de mobilidade. No portfólio, encontram-se o IRIScan Book 2, um scanner de mão com software de OCR completo; o IrisCard Anywhere 5, scanner para cartões de visita mais software Cardiris Pro para gerenciamento e exportação dos dados de contato; o IrisCan Anywhere 3, um scanner de folha A4 que funciona sem conexão ao computador; o Iris Notes, uma caneta digitalizadora que captura e converte automaticamente as anotações manuscritas em formato digitalizado e a mais recente novidade, o Iriscan Mouse, um scanner integrado no mouse. “A I.R.I.S. se destaca pelo valor agregado dos produtos comercializados, com soluções e ferramentas para ganhos de tempo que aumentam a produtividade e a eficiência nas tarefas do dia a dia. Além disso, mantemos a nossa posição de líder do mercado com a renovação constante da nossa linha e novos lançamentos cada ano”, diz Bertrand Cambornac, gerente de Contas Brasil da empresa.

Treinar as revendas faz parte da estratégia da I.R.I.S. “Os treinamentos e demonstrações de produtos são essenciais para que o vendedor entenda a integração do hardware com os diversos softwares e que ele consiga repassar para o cliente todos os benefícios de cada modelo. Temos programas de incentivo aos canais junto às nossas distribuidoras que oferecem apoio comercial, campanhas de marketing e treinamentos à força de venda”, diz Cambornac. Na opinião do gerente, o canal deve focar nos softwares embutidos na caixa dos scanners como maior valor agregado da solução, e particularmente para o público corporativo que poderá ser mais sensível aos ganhos de produtividade.

A Maxprint oferece diversos tipos de acessórios de informática, tablets e smartphones. No portfólio encontram-se mouses, teclados, cabos, cases para tablets, capas para smartphone, suporte para tablets, conectores, caixas de som portáteis, entre outros. A empresa oferece produtos focados nas novas necessidades do consumidor, com tecnologias para mobilidade e entretenimento, e design com diversas opções de cores e modelos. “Estas são iniciativas que simplificam a vida do usuário e geram ótimos resultados no ponto de venda. A expectativa é que a venda de acessórios apresente índices de crescimento expressivos para 2013, que o grande desempenho do varejo fez com que o setor se tornasse um dos mais rentáveis da economia brasileira. Isso faz com o que o consumidor se torne mais exigente em relação à mobilidade, conforto, ergonomia e tecnologia, e busquem alternativas que facilitem o seu dia a dia”, diz Rafael Cortes, gerente de Produtos da empresa.

Pensando em um consumidor cada vez mais exigente, a empresa lançou duas novas marcas, a Dazz, voltada ao entretenimento e a Gothan, para roteadores e conectividade. A companhia observou a necessidade de ampliar a presença no Varejo com o lançamento das duas novas marcas. A Dazz conta com opções como diversos tipos de dock stations para iPad e iPhone, micro systems, subwoofers, DVDs players portáteis e porta-retratos digitais, e a Gothan disponibiliza roteadores wireless de 150 Mbps e 300 Mbps, adaptadores wireless e Switchs“Nós consideramos os produtos/soluções voltadas para tablets, smartphones e games, como pertencentes a nova economia. Esperamos crescer mais de 100% na linha de produtos de entrada e 140% no setor de games”, revela Cortes.

A empresa também conta com o programa Universidade Maxprint, que atualiza a revenda sobre as novidades de mercado e de produtos, que de acordo com Cortes, é um fator imprescindível para que o lojista auxilie o consumidor e explore todas as vantagens e diferenciais do produto. “Mais de oito mil balconistas de todo o Brasil foram beneficiados pelo nosso programa”, diz o executivo.

A Wisecase atua, através dos canais de distribuição, com produtos como teclados, mouses, hubs, acessórios para notebooks, entre outros. Paulo Godoy, gerente de Canais da empresa acredita que o conhecimento é a chave do sucesso para conquistar novos negócios. “Um bom conhecimento técnico do produto pode ser o diferencial para conseguir convencer o cliente. Nossos melhores clientes são os vendedores dos nossos canais, por isso, além de explicar todo o mix de produtos, com fotos e especificações, nos esforçamos ao máximo para vender a ideia para eles que somos diferentes, que temos produtos de qualidade, com embalagens atrativas. Temos respeito pelo canal e principalmente pelo bom atendimento. Esses são pontos que fazem a diferença”, diz. Godoy também acredita que se o canal tiver um controle eficaz do estoque, ele consegue introduzir um mix maior de produtos, e com isso, poderá obter maiores lucros.

A Lenovo possui um extenso portfólio de acessórios que complementam a solução de hardware oferecida aos clientes. “Hoje estamos focando nosso portfólio no Brasil em alguns principais modelos que acreditamos atender a maior parte da demanda dos canais, isso nos permitirá disponibilizar de uma forma cada vez mais rápida e com um custo mais acessível nossos produtos para os parceiros e clientes”, diz Bruno Ortolani, gerente de Produtos da Lenovo.

Ao todo, são 17 categorias de produtos divididos entre maletas, mochilas e cases, fones de ouvido, docks e replicadores de portas, armazenamento (memórias e HD’s) , cabos de segurança e filtros de privacidade, teclados e mouses de diversos tipos, baterias, adaptadores. “Esperamos no mínimo duplicar nossas vendas comparadas com o ano anterior, o que será possível, através de ações como: portfólio direcionado ao mercado SMB, trabalho focado junto às nossas distribuidoras e revendas, disponibilizando nossos produtos de forma rápida e intensificando a comunicação dos nossos produtos e seus diferenciais”, revela Ortolani.

O principal lançamento para este ano, será o One Link Dock. “A Lenovo desenvolveu um dispositivo que se conecta, através de um único cabo no notebook e proporciona uma expansibilidade de portas sem igual. Nossos clientes terão saídas USB 3.0, saída de vídeo HDMI, saída combo de fone e microfone além de carregar a bateria do seu notebook. Este produto será lançado em parceria com o novo notebook ThinkPad Edge E431”, diz o gerente.

A Targus acredita no fator mobilidade e fornece acessórios para computadores portáteis, tablets e smartphones. A principal linha de acessórios da empresa atualmente no Brasil são as mochilas, mas também conta com uma ampla gama de capas e periféricos que complementam a experiência dos usuários desses dispositivos. “À medida que os dispositivos móveis se tornam mais imprescindíveis em nossas vidas, a usabilidade se torna um foco do mercado. E são os acessórios que oferecem mais opções e conforto aos usuários, portanto, a expectativa da Targus é que esse mercado cresça em um ritmo muito acelerado. Pensando nisso, a empresa decidiu abrir uma filial no Brasil, um dos primeiros países do mundo a contar com um braço operacional da matriz”, diz Luiz Sales, diretor comercial da Targus Brasil.

A expectativa da empresa é ter mais de 50 novos modelos de produtos nos próximos meses, principalmente nos segmentos de tablets e smartphones, onde mais investe globalmente. “A diversidade de produtos é a chave para aumentar a lucratividade. O canal que oferece pouca diversidade acaba perdendo vendas. E quanto mais acessórios são vendidos por dispositivo móvel, maior é o lucro do canal, que deve focar em marcas que ofereçam apoio comercial. Trabalhar apenas em produtos de baixo custo não agrega valor nem ao canal, nem ao cliente”, opina Sales.

O mercado de acessórios se revela como uma grande fonte de oportunidades para o canal, principalmente no que tange a mobilidade e games. Agora cabe escolher o que melhor se encaixe ao seu perfil e realizar grandes negócios. Boa sorte!