Azion disponibiliza Plataforma de Edge Computing para melhorar a  experiência do usuário e reduzir em até 90% os custos das empresas
Segundo pesquisa da Vertiv, o Edge Computing deve triplicar sua presença até 2025


Num mundo cada vez mais conectado e que vive uma explosão de projetos de Internet das Coisas (IoT), Edge AI,  VR/AR e 5G, o volume de dados gerados não para de crescer e para processá-los em tempo real
de aplicações web, como um e-commerce ou banco on-line, a áudio, vídeo e qualquer outro tipo de dado gerado ou enviado para usuários e equipamentos - é que se tornou indispensável a tecnologia de Edge Computing. Com ela, é possível que as requisições sejam processadas na ponta, mais próximas ao usuário ou device, com o mínimo de latência possível, o que proporciona uma experiência de uso mais rápida e positiva.

De acordo com o estudo Data Center 2025: explorando as possibilidades, feito com a Vertiv, o Edge Computing está mudando a maneira como os líderes da indústria pensam o data center do futuro. 

Para o estudo foram ouvidos mais de 800 profissionais em todo o mundo. Dos participantes que hoje têm sites de edge ou planejam tê-los em 2025, mais da metade (53%) espera que o número de sites de edge aos quais eles dão suporte cresça em pelo menos 100%. Outros 20% esperam um aumento de 400% ou mais. Coletivamente, os participantes da pesquisa acreditam que seu número total de sites de edge computing possa avançar 226% nos próximos cinco anos. 

Na Azion, o Edge Computing já é uma realidade. De acordo com o CEO Rafael Umann, a plataforma da Azion se baseia no conceito serverless, o que significa que as equipes gastam menos tempo gerenciando a infraestrutura e mais tempo desenvolvendo e fornecendo aplicações, o que pode reduzir custos em até 90%, dependendo do projeto. 

Atualmente, os principais players do Brasil em e-commerce já utilizam a plataforma de Edge Computing da Azion. Além deles, grandes  bancos, empresas de educação e mídia também aproveitam das vantagens da plataforma. “O fato de trazer a informação para a borda contribui para a construção de experiências personalizadas. A tecnologia, por meio de algoritmos, é capaz de detectar o usuário e direcioná-lo para o edge ideal naquele momento, proporcionando uma melhor experiência ao cliente, com mais agilidade e eficiência nas operações. Embora algumas companhias pensem nesta tecnologia apenas no futuro, podemos afirmar que há uma série de empresas colhendo, hoje, ótimos resultados”,  agrega Umann. 

 Vale destacar que a plataforma Azion soluciona os mais complexos desafios de computação e rede, incluindo escalabilidade, confiabilidade, desempenho e segurança, sendo ideal para arquiteturas web de missão crítica inovadoras para e-commerce, games, finanças, mídia e aplicações como IoT, realidade aumentada (AR) e realidade virtual (VR).