Covid-19: ameaça ou oportunidade de mudança?
A vida pode ser estranhamente complicada. Quando estamos naquela zona de conforto, tranquilos, com a sensação de ter tudo sob controle, de repente aparece uma nova situação, improvável, que bagunça tudo e nos faz repensar uma série de pontos em nossas vidas. Na teoria da elaboração de cenários, esse tipo de evento raro de alto impacto é chamado de cisne negro e as consequências mais comuns são o espanto e a perplexidade que eles geram na sociedade.

A pandemia global da Covid-19 é um desses cisnes. Uma doença que começou dentro de um pequeno mercado do interior da China progrediu de forma alucinante em poucos meses se alastrando por todo o mundo, paralisando economias, mantando milhares de pessoas e impondo um isolamento inédito de populações inteiras.Extremamente contagiosa, ela está transformando a sociedade, obrigando pessoas a repensarem seus hábitos, empresas a reverem seus negócios e governos a estabelecerem novas estratégias de saúde pública, mais seguras e eficientes.

Sem dúvida a área de saúde será uma das que mais aprenderá com a pandemia. Um exemplo disso é a telemedicina, iniciativa que sempre enfrentou resistência de boa parte da comunidade médica, mas que agora torna-se essencial para resguardar a saúde de pacientes e médicos e aliviar o sobrecarregado sistema. Consultas e emissão de laudos a distância, cirurgias robóticas, controles online de saúde, entre outros, se tornarão itens obrigatórios e com certeza deixará um legado para sempre.Outra utilização que salvará vidas é a de modelos de dados avançados, como aqueles usados no planejamento estratégico da saúde pública para identificar mapas de riscos e priorizar ações.Processos colaborativos também ganharão espaço, por exemplo, em ações coordenadas de governos e iniciativas privadas para desenvolvimento de remédios, estimulando a criação de diversos grupos de pesquisas em todo mundo a compartilhar resultados para a descoberta de uma cura.

O mundo corporativo também mudará. Algumas empresas fecharão, mas novas surgirão. A virtualização ganhará força em todas as faixas e segmentos. Com as estruturas de home-office, novas tecnologias serão valorizadas como reuniões virtuais, computação na nuvem, ferramentas colaborativas em ambiente digitais. A transformação digital ganhará fôlego e será acelerada como nunca antes.

Por fim, e mais importante, esse surto mudará definitivamente as nossas vidas. Utilizaremos mais tecnologias digitais, mas também valorizaremos mais as coisas simples da vida, como ler um livro ou estar com nossos filhos. Entenderemos que estamos sempre em movimento e que o medo e a mudança são companheiros inseparáveis que entram de repente em nossas vidas e mesmo que de forma conturbada, podem trazer um lado incrivelmente agradável. Descobriremos que no final o saldo virá das lições que vamos aprender nesse trajeto de transformação, repassando valores que até então eram despercebidos.Entenderemos que afinal tudo passa, só não passa a felicidade do aprendizado e da mudança.