Dell celebra 25 anos da linha de computadores Latitude
Ao longo da história, os equipamentos incorporaram diversas inovações e hoje atendem desde pequenas e médias empresas a projetos militares 


A Dell comemora 25 anos da linha de notebooks Latitude, que revolucionou o segmento de PCs corporativos como um dos primeiros laptops do mercado a oferecer baterias de Íon de Lítio, além de outras inovações importantes para a época. 

Atualmente, a linha Latitude conta com diversos modelos de notebooks e equipamentos 2 em 1, que atendem todos os perfis de empresas, com os melhores recursos de segurança e gestão, associados a um design leve e portátil. Além das versões voltadas ao mercado corporativo (Série 3000, 5000 e 7000), a linha também inclui o Dell Latitude Rugged, que traz um design mais durável e recursos avançados para profissionais que precisam trabalhar em ambientes hostis ou, até mesmo, em atividades militares.

“A linha Latitude teve um papel fundamental na trajetória bem-sucedida de 20 anos da Dell Technologies no Brasil. De forma consistente, mantivemos a liderança no mercado brasileiro de PCs voltados a empresas, com cerca de 45% de todas as unidades vendidas no segundo trimestre de 2019 [de acordo com o último relatório IDC Brazil PC Tracker Q2/2019, da consultoria IDC]”, afirma Cesar Ramacciotti, vice-presidente de Vendas de Client Solutions da Dell para América Latina. “O segredo do sucesso dos computadores Latitude está na capacidade que a linha teve de evoluir ao longo dos anos, incorporando constantes inovações em funcionalidades e design para atender às necessidades dos usuários e ajudando os clientes a se adaptarem de maneira rápida as grandes transformações nas formas de trabalho”, complementa.

O primeiro notebook Latitude, lançado no mundo em 1994, contava com microprocessadores Intel 486SX de 33MHz. Mas a primeira grande inovação trazida por essa família de produtos veio na sequência, com o Latitude XP INTEL 486 DX4 de 100MHz, que foi um dos primeiros produtos, na época, com bateria de Íon de Lítio, que proporcionavam 30% a mais de energia, e microprocessadores que se comunicavam com as CPUs para otimizar energia e ainda possibilitavam carregá-la completamente em, no máximo, duas horas.  

A família XP de Latitudes (1994-1998) foi sucedida pelas famílias CP (1997-1999), que além de processadores mais rápidos, trouxeram inovações como o chipset - conjunto de componentes eletrônicos, em um circuito integrado, que gerencia o fluxo de dados entre o processador, memória e periféricos -, telas LCD de 13,3 polegadas com 1024×768 de resolução e 256MB de memória. Depois disso, vieram as famílias CS (1998 – 1999), com computadores mais leves, placas gráficas integradas e codec de áudio. Já as famílias L (1999 – 2006), C (1999 – 2002), X (2002 – 2011), D (2003 – 2007) e a E (a partir de 2007), além de trazerem componentes cada vez mais poderosos, incorporaram um design ainda mais atrativo, com funcionalidades avançadas de segurança e gestão que seguem como os grandes diferenciais dos modelos até os dias de hoje.