Gartner afirma que base de Internet das Coisas aumentará para 26 bilhões de unidades, em 2020

De acordo com o Gartner, a Internet das Coisas, sistema que exclui PCs, tablets e smartphones, aumentará para 26 bilhões de unidades instaladas, em 2020. A expectativa representa um crescimento de quase 30 vezes em relação aos 900 milhões de dispositivos, em 2009.

Além disso, o instituto de pesquisa afirma que os fornecedores de produtos e serviços da Internet das Coisas vão gerar um faturamento adicional superior a US$ 300 bilhões, principalmente em serviços, daqui seis anos. Isto resultará em US$ 1,9 trilhão em valor econômico global adicionado, por meio de vendas em diversos mercados.

Para Peter Middleton, diretor de Pesquisas do Gartner , o crescimento da Internet das Coisas será muito superior a de outros dispositivos conectados. “Em 2020, o número de smartphones e PCs em uso, por exemplo, chegará a cerca de 7,3 bilhão de unidades. o da Internet das Coisas deverá ser expandido a uma taxa muito mais rápida, resultando em uma população de cerca de 26 bilhões de unidades espalhadas pelo mundo", avaliou o pesquisador.