Ingram Micro Brasil apresenta Check Point como nova parceira de segurança
O objetivo do acordo é expandir os negócios de cibersegurança no mercado brasileiro via Ingram Micro Cloud Marketplace e se destacar entre as distribuidoras do segmento

A Ingram Micro Brasil anuncia mais um parceiro de segurança: a Check Point, fornecedora global especializada em soluções de cibersegurança para empresas e governos no mundo todo.
A companhia  vai distribuir todo portfólio de soluções da Check Point, que oferece uma arquitetura de segurança em vários níveis com prevenção avançada para todas as operações de rede e de nuvem de uma empresa, reduzindo a complexidade nos processos e custo. Entre as principais soluções estão o CloudGuard com a arquitetura Infinity, um conjunto abrangente de produtos que oferecem proteções proativas para dados na nuvem, cargas de trabalho, redes e aplicativos. “Com soluções como o CloudGuard, vamos garantir tranquilidade para as empresas migrarem para a Cloud”, diz Alexandre Nakano, diretor de Network e Segurança da Ingram Micro Brasil.
As novidades da Check Point estão disponíveis para revendas pelo Cloud Marketplace, plataforma multivendor da distribuidora, e atendem empresas de pequeno a grande porte de segmentos como varejo, finanças, governo, saúde, infraestrutura e telecom. Com a parceria, a Ingram Micro pretende fomentar novos negócios para a Check Point e se destacar entre os distribuidores de segurança de TI do mercado. “Usaremos a força da nossa cobertura regional, que conta com escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Brasília, para diversificar a presença da Check Point e expandir os negócios no mercado brasileiro. Estamos ampliando nosso portfólio de cibersegurança e buscando nos posicionar como um dos principais distribuidores de segurança em TI no Brasil”, completa  Nakano, destacando que a  chegada da CheckPoint, uma empresa com mais de 25 anos de mercado,  torna o portfólio da Ingram Micro mais robusto e preparado para atender as mais diversas necessidades de segurança.
A decisão da Check Point em expandir a distribuição de seu portfólio no mercado brasileiro a partir desta parceria com a Ingram Micro está baseada na demanda atual dos usuários em planejar e investir em segurança consolidada nas redes, na nuvem, em endpoints e em dispositivos móveis, proporcionando o mais alto nível de prevenção de ameaças contra os ataques direcionados conhecidos e desconhecidos.
“As organizações, sejam elas privadas ou públicas, entendem que uma segurança consolidada possibilita a diminuição nos custos de aquisição e gestão da proteção do ambiente corporativo com ações mais eficazes”, afirma Claudio Bannwart, country manager da Check Point Brasil. “Definitivamente nós devemos integrar tecnologias e esforços para nos mantermos em alerta constante no combate ao crime cibernético, ter precauções e levar em conta que os acontecimentos desta magnitude são sempre uma porta de entrada para os cibercriminosos”, ressalta Bannwart.
Segundo o relatório 2018 Security Report da Check Point, 97% das empresas ainda se encontram num estado muito básico de ciberdefesa, recorrendo somente a softwares antivírus e firewalls e se protegendo apenas contra os ataques de segunda e terceira geração, ou seja, vírus compartilhados pela internet e que exploram as falhas nos aplicativos e navegadores, respectivamente.