Kaspersky doará suas soluções de segurança para instituições da saúde durante pandemia do COVID-19
As licenças gratuitas terão validade de seis meses e contempla todas as funcionalidades para manter as empresas protegidas


A Kaspersky oferece gratuitamente seus principais produtos de segurança para organizações médicas com o objetivo de ajudá-las a ficar protegidas de ciberameaças durante a pandemia do Covid-19. A lista de produtos a serem doados por seis meses inclui o Kaspersky Endpoint Security for Business Advanced e o Kaspersky Hybrid Cloud Security (proteção de endpoints em SaaS), o Kaspersky Endpoint Security Cloud Plus e a proteção para o Microsoft Office 365 - Kaspersky Security for Microsoft Office 365.

A continuidade das operações e a proteção de dados são extremamente importantes para as organizações da área de saúde. Especialmente na situação atual, quando elas estão sob enorme pressão e precisam mobilizar todas as forças para ajudar as pessoas em um momento tão desafiador. Para hospitais e instituições da saúde, é fundamental garantir a estabilidade dos equipamentos e que os dados estejam constantemente disponíveis para as equipes médicas, além de também proteger a privacidade de informações essenciais de seus pacientes.


"Nesta situação crítica, as instituições de saúde estão sob imensa pressão e carregam uma responsabilidade enorme de salvar as vidas das pessoas e lutar contra a infecção. Médicos, enfermeiros e todas as equipes médicas assumem a maior parte da carga e, portanto, precisam de todo apoio possível. Nós achamos que é nosso dever respaldar a comunidade médica", afirma Evgeniya Naumova, vice-presidente global de vendas da Kaspersky. "Para que essas organizações possam se concentrar no que é mais importante, nós oferecemos a elas a proteção da Kaspersky gratuitamente por seis meses."

Juntamente com essa iniciativa, a Kaspersky também sugere que as instituições médicas sigam as práticas recomendadas de cibersegurança e implementem as seguintes medidas assim que possível:

• Agendem treinamentos básicos de conscientização de segurança para as equipes médicas e administrativas. Eles devem abranger as práticas mais essenciais, como proteção de senhas e contas, segurança de e-mail, uso de dispositivos USB, segurança de computadores e navegação segura na web. Expliquem às equipes dos hospitais que há um risco crescente de ciberameaças em sistemas de TI das organizações da área de saúde.

• Este é o momento certo para verificar as soluções de proteção dos hospitais, garantir que estejam atualizadas, configuradas corretamente e que abrangem todos os dispositivos dos funcionários. Acionem um firewall para ativar a proteção contra ameaças web. A solução de segurança deve incluir também proteção contra ransomware, pois essa é uma das ameaças comuns que visam organizações da saúde.

• Garantam que todos os dispositivos médicos específicos, como respiradores , estejam configurados e atualizados corretamente. Se houver uma chance de que o número desses dispositivos aumente rapidamente, desenvolvam um procedimento exclusivo para instalar e configurar todos os novos dispositivos rapidamente.

• Alguns hospitais estão contratando novas equipes para urgência, o que significa aumentar o número de endpoints, incluindo os dispositivos pessoais dos novos funcionários. Isso pode prejudicar a visibilidade e o controle da TI corporativa, então os serviços de TI devem prestar muita atenção para proteger esses novos dispositivos. É melhor ter perfis, políticas e licenças de segurança antecipadamente para simplesmente adicioná-los aos novos dispositivos quando necessário.

• Verifiquem se a sua solução de segurança atual possibilita a compra de licenças suficientes para um número maior de dispositivos.