Paulo Sierra é o novo diretor de Distribuição e Canais da Polycom para América Latina

 A  Polycom anuncia a nomeação do executivo Paulo Sierra para a diretoria de Distribuição e Canais para América Latina. A partir de agora, Sierra apoiará e trabalhará com os parceiros de distribuição em toda a região ampliando o relacionamento deles com a companhia, bem como expandir a capilaridade no mercado.
Sierra atuava como diretor de Canais para o Brasil desde 2015, tendo ingressado na empresa em maio de 2011. "A competência de Paulo Sierra já foi confirmada nesses seis anos em que ele está na Polycom. Chegou a hora de expandir o conhecimento de Sierra para a região da América Latina, a fim de que ele possa instaurar um ritmo mais acelerado para o crescimento dos negócios na região, assim como aconteceu no Brasil”, afirma Pierre Rodriguez, vice-presidente para América Latina e Caribe da Polycom.
 "O mercado de vídeo colaboração vem evoluindo globalmente, de modo que a sua adoção, antes restrita às grandes corporações, passa a ser viável às pequenas e médias empresas, mostrando que nossas soluções de colaboração estão acessíveis a todos os portes de empresas e suas verticais. O desafio é fomentar essa cultura colaborativa por toda a América Latina, da mesma maneira como já sucede no Brasil”, diz Sierra.  
Esta evolução que abrange tecnologias e soluções de colaboração demanda por parte dos parceiros da Polycom ainda mais atenção no sentido de oferecer produtos que operem integrados. Ou seja, não apenas com o foco em soluções isoladas de áudio ou videoconferência, mas em ofertas customizadas que tenham rápida adoção por parte das empresas e que ajudem seus clientes a maximizar seus resultados, a diminuir os custos e ter rápido retorno de seu investimento. “O cenário da América Latina apresenta muitas oportunidades. Por isso, uniremos os esforços de cada país, transferindo conhecimento e as boas práticas de maneira regional, visando a ampliação de nosso ecossistema de canais”, afirma Sierra.
 As distribuidoras terão um papel importante nesse processo de amplitude da cobertura regional: “Faremos ações conjuntas de geração de demanda, campanhas de marketing, ofertas cruzadas com parceiros de negócios, bem como planejamento financeiro das transações comerciais”, argumenta.
 A instabilidade política e econômica que atinge a maioria dos países da América Latina é vista como uma oportunidade para impulsionar o mercado de colaboração. “É uma situação delicada que requer ainda mais criatividade e união de esforços para atender às demandas atuais dos clientes em suas diferentes aplicações, a fim de que a adoção de tecnologia de colaboração seja rápida e simples para este momento de retração nas economias, otimizando os processos para o aumento de produtividade e rentabilidade de nossos clientes”, conclui o diretor.
 Sierra iniciou sua carreira na área de TI atuando em empresas locais de distribuição e de integração, onde obteve ampla experiência neste segmento. Prosseguiu com forte atuação em distribuição até 2011 quando saiu da Tech Data Brasil, onde atuava como gestor de novos negócios, para ingressar na Polycom.