Segundo semestre de 2020: as novas oportunidades de segurança

Nessa entrevista exclusiva para a PartnerSales, Denis Guimarães, Gerente de de Canais e Distribuição da SonicWall Brasil, mostra que o Novo Normal exige tecnologias de segurança capazes de vencer ameaças atuais e as que virão com o mundo 5G/DSS e a expansão do Edge da rede  

 

1 – Sabemos que a transformação digital das empresas brasileiras deu um salto com a pandemia. Na sua visão, o que foi bem equacionado nesse movimento, o que ainda está para fazer, dentro das empresas usuárias?

R: É admirável o que os times de ICT Security das empresas brasileiras fizeram da noite para o dia. O perímetro acabou e tornou-se essencial prover serviços digitais a milhares de usuários remotos. Na minha visão, empresas que abriam acesso remoto para 10 ou 20% de seus funcionários tiveram de expandir isso para 80% ou mais de seu corpo de trabalho. Nesse primeiro momento, a grande demanda foi por conexão e a implementação de VPNs seguras. Com a passagem dos meses, ficou claro que a mudança trazida pelo COVID-19 vai mudar o mercado para sempre. Isso traz outros desafios para o CIO, o CISO e seus times.  É fundamental compreender que, agora, a tecnologia utilizada no ponto de acesso, a solução utilizada na nuvem e as soluções que protegem dispositivos móveis são tão críticas quanto os grandes firewalls de alta disponibilidade (HA) no core da empresa.

2 – Qual o posicionamento da SonicWall diante do novo normal?

R: A SonicWall, graças à visão Boundless Cybersecurity – Cibersegurança sem Limites – antecipou essa nova realidade e vem, nos últimos meses, lançado ofertas sob medida para este novo modo de viver.

A verdade é que o portfólio da SonicWall vai muito além de firewalls de próxima geração, trazendo uma visão global e centralizada que começa no nosso centro de gerenciamento, inteligência artificial e machine learning contra ameaças avançadas – o Capture Cloud Plataform –, para onde são enviadas informações de mais de 1 milhão de sensores espalhados pelo mundo. A partir dessa plataforma são enviadas para todo o mundo informações processadas em real time, capazes de orquestrar ações rápidas e precisas para todas as soluções SonicWall.

Essa inteligência também é utilizada em nossa camada de proteção de aplicações em nuvem, ou seja, nossa oferta de CAS (SonicWall Cloud App Security). É uma solução 100% nuvem que entrega proteção, visibilidade e prevenção contra perda de dados (DLP) para aplicações já nascidas em nuvem como Office365, G-Suite, Dropbox, Box, SalesForce etc. Nesta camada de nuvem denominada Cloud Security & Management, entregamos também toda a gestão centralizada e relatórios analíticos para o portfólio.

Abaixo desta faixa entram em cena as ofertas de Edge Security. É aqui que está inserido nosso extenso portfólio de firewalls de próxima geração, ofertas de portes variados totalmente Zero Touch.

Entre essas duas camadas (Cloud Security & Management e Edge Security), encontram-se as soluções de segurança para o universo SD (Software Defined, definidas por software) como é o caso do SD-Branch e o SD-WAN, com completo suporte ao conceito de SASE (Service Access Security Edge).

A camada seguinte – Access Security – inclui nossa oferta de acessos, caso de switches e access points (SonicWaves). É nessa camada que diversos dispositivos IP’s são conectados, como câmeras, telefones IPs, dispositivos IoT, desktops, etc.

E, finalmente, na camada Endpoint Security, oferecemos soluções de proteção avançada para os dispositivos dos usuários. Essas soluções oferecem capacidade de análise comportamental de tráfego, controle de conteúdo web e roll back do dispositivo em caso extremo de infecção. Essa camada de soluções garante que o dispositivo ou computador fora do perímetro esteja completamente alinhado com a política de segurança da corporação. A SonicWall realiza essa operação por meio do Endpoint Protection and Response, Capture Client

3 – Temos ouvido que essas novas ofertas da SonicWall, além de contemplar os desafios atuais, também preparam o ambiente do cliente para contextos como 5G/DSS e Edge Computing. Pode explicar como isso é possível?

R: Nossa oferta endereça os desafios atuais e futuros enfrentados pelas empresas usuárias. A geração 7 dos firewalls SonicWall, por exemplo, traz ofertas que partem do NSsp 15700 – um appliance para grandes empresas com alto tráfego de dados e complexas demandas de segurança – até o firewalls para o segmento Corporativo/SMB ou para pontos remotos da rede TZ 570 e 670, o primeiro desktop firewall que oferece proteção contra malware e ransomware de multi-gigabits, incluindo ataques ocultos no tráfego criptografado TLS 1.3. Um de seus destaques é ser uma solução pronta para redes 5G, que terão um enorme fluxo de dados e latências baixíssimas.

Embora as redes 5G ainda não tenham chegado ao Brasil, as operadoras já estão fazendo testes com uma tecnologia que faz a transição entre o 5G e o 4G, o DSS (Dynamic Spectrum Sharing). Já há, por exemplo, áreas 5G/DSS em São Paulo e no Rio de Janeiro. Nesse caso, as frequências de transmissão do 4G/LTE podem ser usadas, em parte, no modo 5G. Não existe outra oferta na categoria do TZ 570 e 670 que já entregue recursos como esse. É uma prova de que a SonicWall entende a nova e crítica importância do edge da rede, que passou a exigir as mais avançadas e sofisticadas tecnologias de segurança. Quem se focar somente em soluções tradicionais de segurança e não levar para as pontas de seu ambiente digital e para a nuvem a mesma excelência que, antes, estava concentrada no core, ficará vulnerável e sofrerá ataques que podem afetar os negócios.

4 – Que oportunidades a visão Boundless Cybersecurity abre para os parceiros de negócios da SonicWall Brasil no segundo semestre de 2020?

R: A principal oportunidade é o parceiro atual e os parceiros que estão se associando ao nosso ecossistema compreenderem que a oferta SonicWall vai além de nossos firewalls e contempla demandas de segurança que, infelizmente, nem sempre são claras para o cliente. Há, aqui, a oportunidade de os parceiros de negócio se atualizarem sobre nossa visão e oferta, plenamente alinhadas com às tendências e necessidades do novo mercado, de modo a compreenderem o alto grau de inovação das nossas propostas de valor. Quem seguir se focando somente na nossa excelente linha de firewalls de próxima geração estará limitando seus ganhos e suas oportunidades de negócios. Antes que o mundo mudasse e a pandemia chegasse, a SonicWall antecipou as novas demandas de empresas usuárias de todos os portes, todas as geografias e todas as verticais de mercado. Em todos os casos, a excelente relação custo/benefício e a reconhecida qualidade de nossas soluções é um abridor de portas para revendas, integradores e MSSPs.

5 – Mas quais seriam, exatamente, as novas oportunidades de negócios que se abrem para os parceiros nesse segundo semestre de 2020?

R: Ajudar o CISO e o CIO a usufruírem das vantagens da visão Boundless Cybersecurity e conquistarem ainda mais credibilidade junto ao C-Level e às áreas de negócios da empresa usuária. Ajudar o gestor de segurança a se preparar não só para os riscos trazidos pelo Novo Normal em 2020 mas, também, para as ameaças que se abaterão sobre o nosso mercado em 2021. A SonicWall tem soluções que oferecem uma visão preditiva sobre ameaças e sobre como bloqueá-las e remediar vulnerabilidades. Durante algum tempo pensou-se que a excelência da nossa oferta estivesse limitada aos firewalls de próxima geração. Nossas ofertas levam recursos de inteligência artificial e machine learning para a nuvem, para dispositivos de todos os portes, para todo tipo de acesso remoto. Investimos milhões de dólares em um novo sistema operacional, o SonicOS 7.0/SonicOSX 7.0, que atua como plataforma comum à todas as nossas ofertas. Outro destaque é a gerenciabilidade de nossa tecnologia, a capacidade de gerar relatórios estratégicos para a área de segurança. Mas, acima de tudo, o que a SonicWall traz para os canais é a certeza de uma oferta que aumentará a confiança do cliente neste parceiro, pavimentando uma relação ganha/ganha para 2020 e para o futuro também.